Nova entrevista sobre o seu cargo na empresa Kering

A Emma foi entrevistada pela Vogue sobre o seu novo cargo no conselho diretivo da empresa Kering. Esta é responsável por várias marcas de luxo como a Gucci e Balenciaga e a Emma vai trabalhar em sustentabilidade.

Podem ler abaixo dois excertos da entrevista e aqui a entrevista completa.

Porque decidiu aceitar este cargo na Kering? “Como a crise da Covid-19 tem mostrado, a sustentabilidade é um assunto urgente que se alinha estreitamente às questões de justiça e igualdade para mulheres, negros, indígenas e pessoas de cor, e o ambiente. O trabalho que a Kering está a fazer [em avançar sustentabilidade em moda] parece mais vital do que nunca e estou extremamente agradecida por me poder ajudar a estes esforços, colocando o meu apoio por detrás de um grupo que estão a demonstrar que levam esta responsabilidade a sério. Estou ansiosa por ajudar a Kering a acelerar ainda mais o ritmo do [seu] trabalho, com base naquilo que já estão a fazer. Estou também extremamente empolgada por colaborar com a fundação dos direitos das mulheres da Kering. Estou sempre animada para aprender.”

[…]

Como é que este novo cargo na Kering se relaciona com o trabalho que tem feito? “Durante esta pandemia, como muitos de nós, tive tempo para refletir no trabalho em que gostaria de estar envolvida e o que é significativo para mim no futuro. Por ter estado tão em público ao fazer filmes e tão ativa nas plataformas sociais no meu ativismo, estou curiosa para abraçar um papel onde trabalho para amplificar mais vozes, para continuar a aprender com pessoas com experiências diferentes (desde trabalhadores de vestuário a designers a diretores de empresas), e para garantir que uma gama ampla de perspetivas são consideradas. Por detrás das cenas agora, eu espero poder ser útil em fazer a diferença. Se as pessoas notarem uma nova quietude em mim, não significa que eu já não esteja aqui ou que não me importo! Vou apenas estar a fazer o meu trabalho de uma forma diferente (menos passadeiras vermelhas e mais reuniões de conferência!). Este é um momento único e pretendo abraçar a oportunidade para mudar. Como a minha amiga [artista e académico] Dr Fahamu Pecou diz — este trabalho é uma maratona por turnos, não um sprint, e eu sei que quero estar nisto a longo prazo e no lugar certo para quando for a minha vez.

Tradução por EmmaWatsonPortugal.Org
27/Jun/2020 Daniela Godinho 0 comentários

Entrevistas, , ,

Emma junta-se ao conselho diretivo do grupo Kering

Os acionistas do grupo empresarial Kering aprovaram hoje a entrada da Emma como membro do conselho diretivo do grupo. Kering gere várias marcas de moda, joelharias e relógios de luxo. Além de pertencer ao conselho, a Emma será também a presidente do comité de sustentabilidade.

Abaixo podem ler as descrições publicadas no anúncio. O anúncio pode ser lido por completo aqui.

Sobre Kering

Um grupo de Luxo, Kering gere o desenvolvimento de uma série de Casas de renome na moda, artigos de couro, joalharia e relógios: Gucci, Saint Laurent, Bottega Veneta, Balenciaga, Alexander McQueen, Brioni, Boucheron, Pomellato, DoDo, Qeelin, Ulysse Nardin, Girard-Perregaux, bem como Kering Eyewear. Ao colocar a criatividade no centro da sua estratégia, Kering permite que as suas Casas estabeleçam novos limites em termos de expressão criativa enquanto criam o Luxo de amanhã de uma forma sustentável e responsável. Captamos estas crenças na nossa assinatura: “Empowering Imagination”. Em 2019, Kering tinha mais de 38.000 funcionários e receitas de 15,9 mil milhões de euros.

Tradução por EmmaWatsonPortugal.Org

Sobre Emma Watson

Emma Watson é uma atriz e ativista britânica. Chamou a atenção do público pela primeira vez ao protagonizar Hermione Granger nas adaptações cinematográficas da série de livros Harry Potter, que tiveram imenso sucesso em todo o mundo.

Vinte anos depois, ela é uma das atrizes mais populares e uma das ativistas mais conhecidas. A filmografia de Emma Watson inclui The Perks of Being a Wallflower, The Bling Ring, Noah e Beauty and the Beast da Disney. Mais recentemente fez parte de Little Women de Greta Gerwig.

Em maio de 2014, licenciou-se em Literatura Inglesa pela Universidade de Brown. Também em 2014, foi nomeada Embaixadora da Boa-Vontade Internacional da UN WOMEN e lançou a iniciativa HeForShe que visa envolver os homens na promoção da igualdade de género. O seu trabalho na campanha HeForShe deu-lhe lugar na lista TIME 100 das pessoas mais influentes em 2015 pela Time Magazine.

Em 2016, criou Our Shared Sheld, um clube do livro feminista.

Emma Watson faz parte do Comité de Direção de Entretenimento da TIME’S UP e levou o movimento para o Reino Unido, coordenando o seu lançamento nos UK Film BAFTAs em 2018 e criando uma rede de centenas de mulheres de toda a indústria.

A sua consultoria com o movimento das mulheres levou ao estabelecimento de um novo fundo para a Justiça e Igualdade no Reino Unido, organizado por Rosa e lançado pela Emma Watson com uma doação de 1 milhão de libras. O fundo visa acabar com as culturas de assédio, abuso e impunidade ao contratar organizações especialidades nesta área. Também ajudou a lançar novas diretrizes da indústria britânica sobre assédio e bullying com a British Film Institute (BFI), a British Academy of Film and TV Arts (BAFTA), a Advisory, Conciliation and Arbitration Service (ACAS) e outros órgãos de liderança. Em 2019, o presidente francês Emmanuel Macron convidou-a para fazer parte do G7’s Advisory Gender Equality Council.

Emma Watson é também pioneira na defesa da moda sustentável e é apoiante da Good On You, uma aplicação móvel que permite aos consumidores verificar as credenciais de sustentabilidade das marcas de roupa.

Em 2018, foi convidada para editar uma edição da Vogue Australia sobre desenvolvimento sustentável e consumo responsável.

Tradução por EmmaWatsonPortugal.Org
16/Jun/2020 Daniela Godinho 0 comentários

Emma, Fotos, ,