Emma torna-se Associate Fellow da Lady Margaret Hall

A Emma foi, desde 2016, “Visiting Fellow” da faculdade Lady Margaret Hall da Universidade de Oxford. Os “visiting fellows” são pessoas que ajudam a dinamizar a faculdade e cujo contrato tem um termo de 3 anos. Há uns dias atrás, a Emma foi anunciada como a nova “Associate Fellow”, sendo que irá continuar a promover a igualdade de género e os direitos das mulheres junto do público da faculdade.

Fonte

25/Jul/2019 Daniela Godinho 0 comentários

Emma, , , ,

Emma visita novamente Lady Margaret Hall

No passado dia 13 de maio, a Emma regressou a Lady Margaret Hall na Universidade de Oxford para um painel de conversação sobre género, alterações climáticas, feminismo e representação.

Em 2016 a Emma tornou-se “visiting fellow” da universidade e já não é a primeira vez que se reúne com jovens estudantes para falar sobre diversos temas.

16/Mai/2019 Daniela Godinho 0 comentários

Appearances, Fotos, Our Shared Shelf, , , ,

Emma é “visiting fellow” da Universidade de Oxford

Recentemente, o diretor da faculdade Lady Margaret Hall pertencente à Universidade de Oxford anunciou a sua nova lista de “visiting fellows”, onde se inclui a Emma. Estes cargos são em part-time e têm o intuito de adicionar vida cultural à universidade. Abaixo encontra-se o anúncio do diretor, Alan Rusbridger, onde fala sobre estes cargos e o seu objetivo.

“Há pessoas provenientes de diferentes experiências, posições e profissões e nós queremos que eles façam a ponte entre a nossa comunidade académica e os mundos em que eles vivem e representam.”

“No mínimo gostaríamos que eles viessem ocasionalmente à universidade, comessem connosco e se reunissem informalmente com a variedade da comunidade LMH.”

“Gostaríamos que fizessem uma coisa um pouco mais estruturada. Poderá ser uma conversa ou um debate, uma performance, uma palestra ou um seminário, uma forma de divulgação – ou algo que não tenhamos pensado ainda. Conseguimos imaginar interações fascinantes e colaborações entre eles.”

“Eles serão bem-vindos em vir e ficar na universidade se quiserem um espaço temporário para pensar ou trabalhar. E algumas pessoas já sugeriram outras formas onde eles poderão contactar com 700 estudantes e tutores incrivelmente inteligentes a fim de estimular o seu próprio pensamento e trabalho em andamento.”

Fonte

16/Fev/2016 Daniela Godinho 0 comentários

Emma,