Emma é capa da Vogue UK

A Emma fez uma nova sessão fotográfica e é capa da edição de dezembro da revista Vogue UK. Abaixo podem ver algumas das primeiras fotos divulgadas e uma parte da entrevista onde a Emma fala do filme Little Women (em português, As Mulherzinhas) e da sua vida.

Este Natal, Watson está de volta ao grande ecrã como Margaret “Meg” March na adaptação de Greta Gerwig de Little Women de Louisa May Alcott. O projeto não poderia cair melhor a Emma, combinando muitas das suas paixões: literatura, cinema e a exploração da experiência feminina. “Com a personagem Meg, a sua maneira de ser feminista é fazer uma escolha – porque é o que, para mim pelo menos, o feminismo é,” diz Watson. “A escolha dela é que quer ser mãe e esposa a tempo inteiro. Para Jo [Saoirse Ronan], ser casada é como uma prisão. Mas Meg diz, ‘Tu sabes, eu amo-o [John Brooke, que é protagonizado por James Norton] e estou realmente feliz e isto é o que eu quero. E só porque os meus sonhos são diferentes dos teus, isso não significa que são menos importantes.”

O que levanta a questão: quais são os sonhos de Emma Watson? Ela faz 30 anos em abril, e descreve 2019 como tendo sido “difícil”, porque “teve todas estas ideias” sobre o que a sua vida deveria ser nesta idade. “Eu pensei, ‘Porque é que toda a gente faz este alarido sobre chegar aos 30? Não é nada de especial…'” partilha. “Aos 29, eu penso ‘Oh meu Deus, eu sinto-me tão stressada e ansiosa. E apercebo-me que é porque de repente há este influxo de mensagens. Se não tiveres construído uma casa, se não tiveres marido, se não tiveres um bebé, e estás a chegar aos 30, e não estás num lugar incrivelmente seguro e estável na tua carreira, e ainda estás a descobrir as coisas… Há esta quantidade incrível de ansiedade.”

Se é surpreendente pensar que Watson se preocupa com estas coisas, também é reconfortante. “Eu nunca acreditei no discurso “Eu sou feliz solteira,” continua. “Eu pensava, ‘É só lengalenga.’ e levou-me muito tempo, mas eu sou muito feliz [ao ser solteira]. É o que eu chamo a ser auto-parceira.”

Tradução por EmmaWatsonPortugal.Org
4/Nov/2019 Daniela Godinho 0 comentários

Entrevistas, Filmes, Fotos, Sessão fotográfica, , , ,

Scans e excerto da entrevista para a Vogue UK

Já podem ver e ler na nossa galeria os scans da edição da Vogue UK com uma entrevista à Emma.

“Parte de mim ficou relaxada depois de assumir a posição, deu-me sensação de pertencer a algo e um propósito.” Watson disse à Vogue sobre o seu papel como Embaixadora da Boa Vontade da UN Women. “Tudo se juntou num lugar, de uma maneira que nunca se tinha feito antes. Eu percebi o que estou aqui para fazer e soube onde concentrar toda esta energia que tem vindo até mim. Eu sinto agora uma sensação de paz. As pessoas dizem que eu estou diferente desde que o fiz.”

[…]

“É algo com que eu realmente lutei. Eu voltei e questionei os meus pais,” Watson disse sobre representar desde tão jovem. “Quando eu era mais nova, eu simplesmente fazia-o. Apenas representava. Aquilo estava apenas lá. Agora quando eu recebo reconhecimento pela minha presentação, eu sinto-me incrivelmente desconfortável. Eu tendo a virar-me contra mim própria. Sinto-me uma impostora… Foi apenas algo que eu fiz.”

Fonte / Fonte

6/Ago/2015 Daniela Godinho 0 comentários

Entrevistas, Fotos, Revistas, ,

Emma na Vogue UK

A Emma é a capa da edição de setembro da Vogue britânica que estará nas bancas a partir de dia 6 de agosto. Esta revista deverá conter uma nova sessão fotográfica e uma entrevista sobre o papel da Emma na UN Women e o filme Regression.

1/Ago/2015 Daniela Godinho 0 comentários

Fotos, Revistas,