Emma e o sexismo na indústria cinematográfica

A Emma deu uma entrevista ao site The Guardian em que fala da sua experiência com o sexismo na indústria cinematográfica.

“Eu já vivi sexismo no sentido em que já fui dirigida por homens 17 vezes e apenas duas vezes por mulheres. Dos produtores com quem já trabalhei 13 eram homens e apenas uma era uma mulher. Mas tenho sorte: eu sempre insisti em ser tratada igualmente e em geral ganhei essa igualdade. A maior parte dos problemas que encontrei têm sido na imprensa, onde eu tenho sido tratada incrivelmente de forma diferente dos meus colegas homens.

Eu penso que o meu trabalho na UN me tornou ainda mais consciente dos problemas. Eu fui a um jantar de trabalho recentemente. Eram 7 homens… e eu.

Se algo corre mal no local de trabalho, a rede de apoio não é brilhante. Os homens no topo muitas vezes têm dificuldade em se relacionar com muitos dos problemas que as mulheres enfrentam e por isso não somos levadas a sério. No entanto, as mulheres são igualmente culpadas na discriminação contra mulheres. Alguns dos melhores feministas que eu encontrei são homens, como Steven Chbosky que me dirigiu em The Perks of Being a Wallflower, e o diretor James Ponsoldt com quem estou a trabalhar neste momento [em The Circle]. Algumas mulheres podem ser incrivelmente prejudicadas contra outras mulheres!”

Tradução EmmaWatsonPortugal.Org

Fonte

28/Set/2015 Daniela Godinho 0 comentários

Entrevistas, UN Women,

Leave a Reply