Emma conta coisas pessoais a Gloria Steinem

Enquanto não é divulgado o vídeo da entrevista que fez a Gloria Steinem, têm sido publicadas notícias sobre o que foi falado na mesma, incluindo alguns assuntos pessoais que a Emma mencionou.

Um dos assuntos mencionados foi o facto da Emma se ter juntado a um site de sexo que apoia a pesquisa do prazer nas mulheres.

A ex-estrela de “Harry Potter” disse durante a entrevista com a feminista icónica em Londres que um(a) amigo(a) lhe falou sobre OMGYES.com, que usa pesquisa científica de prazer feminino para ajudar a tornar-se melhor na cama.

“Eu gostava que isso estivesse por aí há mais tempo. Definitivamente deverás ver,” […] “É uma subscrição cara mas vale a pena.”

Um representante da empresa explicou o site à Confidenti@l.

“Resumindo, os cientistas nunca estudaram as técnicas atuais para prazer porque é muito taboo,” disseram eles, “Nós conseguimos 4,6 milhões de dólares em financiamento para fazer essa pesquisa. Em vez de fazer apenas artigos de jornais académicos, nós estamos a fazer as descobertas práticas, reais, e experimentais na forma de entrevistas documentais – explícitas e não-explícitas – com mulheres da vida real, e não atrizes.”

Fonte

A Emma falou também dos complexos que teve com o seu corpo. Falando da paragem de um ano que irá fazer, como mencionado na entrevista publicada há uns dias, falou da sua experiência como ativista e atriz.

“Eu costumava odiar o facto de ter sobrancelhas grossas. Quando tinha nove anos eu queria desesperadamente arrancá-las e torná-las em duas linhas finas.” […]

Mas admitiu que “se acaba por aceitar estas coisas”, adicionando: “A minha mãe tentou desesperadamente dizer-me que elas davam personalidade à minha cara, para não ter vergonha.”

[…]

Watson disse que sofre de brancas frustrantes e que pensou que ia morrer quando fez o seu primeiro discurso […] na UN no lançamento da campanha HeForShe.

Ela admitiu que os nervos ainda a atingem. “Eu tremo e fico mesmo envergonhada e consciente que as pessoas podem ver-me a tremer. Então tento manter as minhas mãos fora da vista, e depois tento mostrá-las mais tarde para eu não parecer dura,” disse ela.

Watson também descreveu a representação como “a coisa mais libertadora mas também mais assustadora” e falou como se sente a falar como uma personagem e como si própria.

[…]

“Eu sinto que passei muito tempo a tentar fingir que não era como a Hermione. E, claro, eu era um pouco como a Hermione. Eu finalmente tenho vindo a aceitar o facto,” ela disse.

28/Fev/2016 Daniela Godinho 0 comentários

Appearances, Emma,

Leave a Reply